Arquivo da tag: Sono do bebê

Resenha: “Soluções para noites sem choro” de Elizabeth Pantley

Olá! Aqui é a Carol. Para o meu primeiro post e estréia da seção de Maternagem d’O Nosso Blog, escolhi falar de um tema que atinge praticamente toda mãe e pai de bebês pequenos: o sono (ou a falta dele!). Com o nascimento de um bebê, este é um dos aspectos da vida dos novos pais que sofre as mudanças mais drásticas. E todo mundo sabe disso, graças aos “conselhos” que ouvimos assim que a barriga começa a crescer: “Descanse bastante que depois, óh, nunca mais vai dormir” (Como se pudéssemos criar uma reserva de sono para depois… ha-ha-ha). Mas é humanamente impossível se preparar para essa mudança ainda na gravidez e, quando o bebê chega, é hora de se adaptar.

Diversos especialistas, entre eles pediatras e psicólogos, afirmam que o sono é uma das questão mais recorrentes por pais que buscam ajuda na criação dos filhos. E não é de menos, afinal, a falta de sono afeta toda a família. Fisica e mentalmente cansados, os pais – mas principalmente as mães – tendem a ter menos paciência ao longo do dia, sofrem com lapsos de memória e atenção, têm dificuldade em tomar decisões… Bebês que não dormem o suficiente também podem apresentar mais irritação, choro excessivo ao longo do dia, além do chamado efeito vulcânico.

solucoes-para-noites-sem-choro-2Com o meu primeiro filho, há 4 anos atrás, passei por todas estas angústias. Mesmo sendo um bebê muito tranquilo e que não teve cólicas ou maiores problemas de adaptação, a falta de sono me pegou e eu passei a viver esperando pelo dia que dormiria novamente. Foram meses e meses de muito cansaço e uma verdadeira tortura a cada vez que ele acordava. Foi nessa situação que eu tive contato com o livro de Elizabeth Pantley, “Soluções para noites sem choro” (M. Books, 2003). Para mim, este foi um grande manual de maternagem, onde encontrei uma interlocutora com a qual me identificava e que realmente me ajudou, não só na própria busca por uma noite de sono, mas também a descer para Terra, ter expectativas positivas e reais e me conectar com o meu bebê corujinha, antes de qualquer coisa.

Continue lendo