Arquivo da tag: saúde

Mousse de inhame fácil e nutritivo

Como fazer um rápido, fácil nutritivo e delicioso mousse ou milkshake de inhame com frutas.

Eu comecei a usar inhame a pouco tempo na minha vida, confesso que sou beeeem chegada numa batata inglesa (purê de batata é uma das minhas confort food preferidas), mas na gestação do Raul eu me peguei extremamente esgotada e desnutrida. Eu não conseguia comer porque ficava correndo atrás das crianças o dia todo (foi uma fase em que Elis deu trabalho de adaptação na escola) e não descansava nunca, daí a minha parteira querida deu a dica da mousse/milkshake/creminho de inhame com frutas, pra turbinar a saúde e melhorar meus exames de anemia que estavam lá no pé.

Então, aproveitando a deixa das dicas da Carol de 3 receitas caseiras para aliviar resfriados, aproveito e deixo essa dica também!

Pesquisando descobri que o inhame é rico em Vitamina C, que turbina a proteção do corpo, já que auxilia no sistema imunológico. Ele também é rico em Potássio, que é um mineral importante para o controle da pressão arterial (bom para o coração!). Tem Magnésio, que pode relaxar os músculos, diminuindo assim as terríveis cólicas menstruais, além disso, o carboidrato e Vitamina B6 liberam Serotonina, que reduz a irritação da TPM (Preciso!). Como tem boas quantidades deVitamina A e C, que são antioxidantes, o inhame também ajuda a prevenir o câncer. E ele também é rico em fibras e é um carboidrato complexo, ou seja, de baixo índice glicêmico, não temos picos de glicêmia na corrente sanguínea e nos sentimos saciados por muito mais tempos (bom pra diabéticos e pra quem quer emagrecer!)

Segue a receitinha super fácil.

Inhame, manga e maracujá

– 1 inhame médio cozido;

– 1 manga madura média;

– Polpa de 1 maracujá com 2 dedos de água;

– Meio copo de água;

Bater o maracujá com dois dedos de água e cair para que fique só o suco, sem sementes.

Bater todos os ingredientes. Pode-se usar sementes de chia para deixar ainda mais nutritivo.

Inhame, manga e morango

– 1 inhame médio cozido;

– 1 manga média;

– 5 morango (usei congelados, mas pode ser in natura);

– Meio copo de água;

Bater todos os ingredientes. Pode-se usar sementes de chia para deixar ainda mais nutritivo.

Inhame, banana e amora

– 1 inhame médio cozido;

– 1 banana média cortada em rodelas (se quiser bem estilo milkshake mesmo pode congelar essa banana antes de usar);

– 1 punhado de amoras (usei congeladas mas pode ser in natura);

– Meio copo de água;

Bater todos os ingredientes. Pode-se usar sementes de chia para deixar ainda mais nutritivo.

Dá pra comer de colher como uma mousse/creme ou beber como um milkshake.

Quem fizer, coloca a #onossoblog e me avisa, quero ver!

E quem quiser uma receita salgada com inhame, a Carol explicou como fazer crocantes chips de inhame assados deliciosos!


3 receitas caseiras para aliviar resfriados

O friozinho está chegando!!! Não podemos reclamar, mas os relatos de coriza, tosse, garganta “raspando” já começaram com tudo também, né? Aqui em casa, gostamos de ter sempre na manga algumas receitas caseiras para aliviar resfriados comuns dessa época, mesmo como coadjuvantes dos tratamentos médicos. Por isso, estou sempre buscando e aprendendo receitas caseiras novas.

Para esses momentos, aqui vão 3 receitas caseiras para aliviar resfriado que aprendi desde que postei, há 3 anos atrás, um post sobre receitas caseiras para aliviar os incômodos do inverno. Então, não esquece de checar aquele lá também, e comece a preparar a dispensa para produzir a farmacinha natural da sua família também. :)

1.Xarope de Beterraba para Tosse

receitas caseiras para aliviar resfriados
Imagem de freeimages.com

Não tem jeito! Aquela tossinha chata e insistente está presente na maioria das listas de sintomas e pode atrapalhar o sono de todo mundo. Para aliviá-la, aprendi uma daquelas receitas caseiras bem de vó, mas muito eficaz. O único problema é que sua base é o açúcar, portanto, recomenda-se evitar até os 2 anos de idade para respeitar a idade indicada para o início do consumo de açúcar. Porém, é por este mesmo motivo que é super fácil fazer as crianças tomarem o xarope hahaha.

Ingredientes

  • 1 beterraba
  • 2 colheres (de sopa) de açúcar

Modo de fazer

Corte a beterraba em fatias e misture bem com o açúcar. Coloque a mistura em um recipiente de vidro e tampe e deixe descansar durante 24 horas. Coe o caldo que se formou e reserve em um pote de vidro fechado na geladeira.

Modo de usar

Tome 2 colheres de sopa do xarope de beterraba 3 vezes ao dia. Crianças pequenas devem tomar metade dessa dose até diminuir a tosse.

2. “Vick” caseiro

O uso de óleos essenciais aqui em casa já ganhou status há muitos anos porque é algo que eu vejo, na prática, cada vez mais benefícios. Logo no primeiro espirro, corro para minha caixinha de “cheirinhos” e para os manuais para saber a melhor misturinha a usar. Assim, aprendi essa receita de pomadinha para passar no peito e na planta do pé, como aquele famoso da latinha. Este já é o segundo inverno que eu uso e estamos adorando.

receitas caseiras para aliviar resfriados
Imagem de pexels.com

Ingredientes

  • 1/2 xícara de oleo de coco, azeite ou óleo de amendoas
  • 2 colheres (sopa) de cera de abelha
  • 20 gotas de óleo de eucalipto (para crianças menores de 6 anos, use somente 4 gotas e para menores de 2 anos, omita)
  • 20 gotas de óleo de hortelã-pimenta (para crianças menores de 4 anos, use somente 4 gotas)
  • 10 gotas de óleo de alecrim (para crianças menores de 2 anos, omita)
  • 10 gotas de óleo de lavanda ou lavandim

Modo de fazer

Derreta o óleo com a cera de abelha em banho maria, retire do fogo e adicione os óleos essenciais, misturando bem para incorporar. Em seguida, coloque em um recipiente de vidro com tampa, bem higienizado, para guardar na sua farmacinha. Coloque pequenas quantidades em um pote menor para uso quando precisar.

Modo de usar

Aplique uma pequena quantidade no peito da criança ou na planta dos pés, massageando suavemente. Se usar nos pés, coloque uma meia após o uso para potencializar a ação da pomada.

3. Própolis

Os benefícios do própolis vão muito além dos famosos sprays comprados em farmácias. Isto porque ele tem uma importante função de aumentar a imunidade. Então, eu sempre tenho um frasquinho da substância (em álcool para mim e o marido e em solução aquosa para as crianças) e adiciono gotinhas na água mesmo de manhã. Quando faço isso de forma sistemática, sinto uma enorme diferença na quantidade de resfriadinhos e gripinhas na estação.

receitas caseiras para aliviar resfriados
Imagem de Dr.Axe.com

Spray de garganta caseiro

Os sprays também são uma “mão na roda”, pois dão um alivio e refrescância imediatos quando a garganta começa a incomodar ou enquanto estamos tratando uma inflamação de garganta. Por isso, achei esta receita caseira muito legal, desenvolvida pela farmacêutica Renata Fraia, do site Saúde com Ciência. Ele foi especialmente desenvolvido para as crianças, mas no link ela apresenta uma receita para adultos também.

Ingredientes

  • 1 frasco de spray pequeno e limpo com álcool a 70% ou de cereais
  • 50 ml de extrato de própolis (sem mel ou outro ingrediente) (à venda em farmácias)
  • 1 colher de sopa de gengibre picadinho
  • 1 dente de alho pequeno e picadinho
  • 2 cravos-da-índia
  • 1 pau de canela pequeno
  • 1 pitadinha de sal
  • 1 colher de chá de açúcar mascavo (apenas para a criança suportar a sensação de ardor) (não coloque-o se a criança for diabética)
  • 50 ml de álcool de cereais*
  • 50 ml de água filtrada ou mineral

* Não se preocupe, pois esse álcool irá evaporar completamente durante o preparo.

Modo de fazer

  1. Coloque o gengibre, o cravo, a canela e o alho em um vasilhame limpo, junte o álcool de cereais e deixe por 4 horas em local escuro. Se tiver um pilão, pode macerar o gengibre e o alho com um pouco do álcool.
  2. Após esse tempo junte o própolis e a pitadinha de sal e leve ao microondas por 2 minutos
  3. Espere esfriar, e coe
  4. Coloque no frasco limpo e use na garganta. Use em até 5 dias (sempre mantendo o spray fechado e sem encostá-lo na boca)
  5. Guarde o restante na geladeira e complete o frasco quando o spray acabar. Porém, limpe e desinfete o frasco novamente. 

A validade do conteúdo que está no frasco é de 5 dias e do que você deixou guardado na geladeira em frasco escuro e muito bem tampado é de 7 dias.

Lembrete!

Estas receitas caseiras NÃO substituem a avaliação médica e não tem propósito de indicar substitutos para medicamentos receitados pelo seu médico de confiança. O nosso intuito é compartilhar dicas e receitas para a prevenção e para a manutenção da boa saúde por meio de hábitos saudáveis e naturais. ;) Sempre que tiver qualquer dúvida, consulte seu médico. E esteja sempre atento aos sinais de doenças mais complicadas, como a dengue e a gripe H1N1.

Que todos tenhamos um inverno livre de idas à farmácia e ao médico _/\_

Como fazer uma bolsa térmica com ervas para as cólicas do bebê 

Quando o bebê sofre com cólicas, todo mundo sofre junto. Apesar de todos dizerem que é normal e só temos que esperar passar, existem algumas dicas práticas para minimizar a dor dos pequenos. Ensinaremos nesse nosso post de reestreia (\o/) uma bolsa térmica super fácil, barata e rápida!

bolsinha-termica-de-ervas-o-nosso-blog-2Francisco e Elis não foram bebês de muitas cólicas. Tanto que eu jurava que cólica era invenção etc etc. Mas né, como ser mãe é um eterno cuspir pra cima para cair na testa, me veio Raul. Rs… Desde o começo ele teve muitos gases, barriga estufada, a gente chegava a escutar o sonzinho deles dentro dele, tadinho. Daí que ganhei uma bolsa térmica de ervas de uma amiga querida e achei a oitava maravilha do mundo! Ele passava madrugada se contorcendo, eu esquentava a bolsinha, colocava na barriguinha dele e ia acalmando até dormir um bom tanto a mais.

Gostei tanto que fui atrás de como fazer uma, já que em um grupo de pós parto que participo as mães estavam com o mesmo problema que eu, mas não tinham acesso fácil as bolsas térmicas compradas. Deram a dica de fazer com uma meia e eu adaptei com as ervas que acredito que sejam mais efetivas contra as cólicas. Nós fizemos e testei tanto no Raul quanto nos meus momentos de cólica menstrual e fui um sucesso! Muito legal de se ter a mão para esses momentos. :)

Espero que gostem, façam e, mais do que tudo, sejam bem vindos a “nossa casa”. Assinem o canal no YouTube que vamos começar a postar muita coisa legal por lá também!

Continue lendo

O resgate da arte de carregar bebês no pano – Por quê praticar e por onde começar

Um dos assuntos que nos uniu – eu, Alice, Cassis, Lourdes e várias outras mulheres fantásticas que estavam se tornando mães – foi o mundo dos slings, ou carregadores de bebês. Nós não sabíamos, mas estávamos participando do resgate de uma prática muito antiga, mas esquecida pela nossa sociedade. Hoje, 5 anos depois, a prática do babywearing (algo como “vestir bebê”), como é chamada por alguns, está muito mais disseminada, sendo assunto de reportagens, quadro de noticiário e conhecida por muitas pessoas, apesar de ainda ser visto como algo “alternativo”. Mas o que está por trás de carregar seu bebê coladinho ao corpo e por que tantas mulheres e famílias vêm aderindo a esta ideia?

O resgate da arte de carregar bebês no pano | O Nosso Blog

Oficina ministrada por Carol Neves e Alice Ibelli – Ciranda Materna São Carlos – foto por Alice Ibelli Fotografia

Continue lendo

O Nosso Blog recebe: Lucilaine Lasaretto. A maternidade e o câncer de mama aos 33 anos.

É com prazer que anunciamos que O Nosso Blog vai começar a receber convidados(as)! E, para inaugurar essa nova seção, trouxemos um assunto super importante e uma lição de vida emocionante, com vocês: Lucilaine Lasaretto contando um pouquinho da sua história de luta contra o câncer de mama e pela vida! =)

O-Nosso-Blog-recebe-Lucilaine-Lasaretto-2

“Neste mês de campanha para a prevenção do câncer de mama, o Outubro Rosa, tive o privilégio de ser convidada por pessoas queridas, as autoras do “O Nosso Blog” para contar um pouco da minha história de vida, então lá vai…

Em 2014, aos 33 anos e com um filho de 4, fui diagnosticada com câncer de mama. Após dois anos fazendo ultrassons por achar minha mama direita mais rígida e dolorida, fui a uma médica ginecologista, pois havia saído uma secreção espontânea, de cor marrom clara, do meu seio. Até então nenhum médico havia me pedido mamografia, pois é de costume que peçam o exame somente a partir dos 40 anos. Para minha sorte, esta médica pediu mamografia e ultrassom, e quando o resultado veio o susto já foi grande.

Continue lendo