Como fazer sua própria lousa…

… E outras coisinhas mais! =)

Como fazer sua própria lousa|O Nosso Blog

Desde que me mudei para essa casa nova (mês que vem faz um ano) quero fazer uma parede de lousa para as crianças. Francisco ama escrever e Elis curte bagunçar rabiscar com os gizes do irmão, então achei que seria uma boa ter algo desse tipo por aqui. E, posso falar? Me surpreendi, me apaixonei, já fiz e pretendo fazer um monte de coisas mais com a tinta de lousa.

Pesquisei bem antes de comprar e também antes de aplicar, já que, além não ser barata, para realmente funcionar, algumas coisas precisariam ser vistas. Coisas que deixo de dicas para vocês:

– Se possível, façam a parede do lado externo da casa, já que pó de giz é algo que suja e, com esse tempo seco, não é legal de ficar inalando;

– Escolham uma parede o mais lisinha que conseguirem e, se necessário, é bom dar uma mão de massa corrida, já que, quanto mais buraquinhos ou imperfeições tiver na parede, mais difícil vai ser para tirar o giz;

– Não esperem que seja igual a uma lousa de escola, com o tempo a parede vai ficando sujinha de giz mesmo, mas olha, não muda em nada a brincadeira e nem o sentido da parede.

A tinta que escolhi foi um esmalte premium, na cor preta FOSCA (é isso que dá o aspecto de lousa), da Suvinil, paguei R$ 28,00 em 3 litros, mas para o tamanho da lousa que fiz, não usei nem meia lata. Existem tintas de outras marcas no mercado, que podem ser usadas para o mesmo fim, que eu pesquisei são Esmalte Sintético fosco da Coralit e acrílica fosca, também da Suvinil.

Para a pintura da parede usei a tinta, um rolo de pintura em lã de tamanho médio (paguei R$ 2,50), jornal e fita adesiva para forrar parede e chão. Uma coisa importante dessa tinta é que ela não é a base de água, então, ao acabar de pintar você não vai conseguir limpar o rolo com água, terá de usar solvente de tinta ou fazer como eu fiz, jogar o rolo fora. Rs…

Depois de forrar o chão e as laterais da parede, eu dei uma demão de tinta e esperei secar (deixei de uma dia para o outro, mas ela é de secagem rápida, não precisa esperar tanto assim) e dei outra demão.

Lousa pintada e seca, eu removi os jornais e fita e fiz um acabamento nas laterais um um viés azul marinho, mas se quiser uma frescurinha a mais, pode usar viés decoradinho, fita de cetim etc. Eu colei o viés nas laterais da lousa com cola quente, mas dá pra usar fita dupla face tranquilamente também. Olha o viés aí:

como fazer sua própria lousa|O Nosso Blog

Detalhe do viés (e como a parede não precisa ser super bem pintada. Rs…)

Parede pintada e com acabamento pronto, eu fiz um furo com uma furadeira e coloquei um gancho. Feito isso, eu pendurei uma cestinha bonitinha que comprei no R$ 1,99 com os gizes, para que ficassem sempre a mão, mas sem se espalharem pelo chão do quintal (como Elis adora fazer. Haha…).

como fazer sua própria lousa|O Nosso Blog como fazer sua própria lousa|O Nosso Blog

como fazer sua própria lousa|O Nosso Blog

Mãozinha nervosa já querendo todos os gizes!

Aí foi só deixar as crianças soltarem a imaginação e divertirem-se um monte! =)

como fazer sua própria lousa|O Nosso Blog como fazer sua própria lousa|O Nosso Blog como fazer sua própria lousa|O Nosso Blog como fazer sua própria lousa|O Nosso Blog

Se repararem, nessa foto aqui embaixo, do lado esquerdo, Elis está com um paninho úmido. Pois é, já serve para explicar para vocês como é que apago (e as crianças) a lousa. Eu uso uma fraldinha de pano, tipo cremer, úmida para apagar a lousa e limpar a parede. Como ela não é super retinha e lisinha, o apagador não funcionaria aí e eu nem tentei. Quando a brincadeira termina, nós pegamos o paninho e apagamos toda a lousa (o que já cria uma outra brincadeira, porque eles adoram limpar e escrever por cima e limpar de novo e escrever por cima de novo ad infinitum. Rsrs…)

Com a lousa e a brincadeira garantidas, eu fiquei pensando no que faria com toda aquela tinta que sobrou. E já bolei um monte de coisas! Eu fiz um quadro de recados/anotações com uma prancheta (que vocês podem ver como é feito aqui) e pendurei na parede. Daí é só anotar os recados e quando já tiver passado a data, apagar com um paninho úmido para, assim, escrever novos recados. E pode pendurar coisas no gancho também. Olha que legal que ficou pendurado na parede:

como fazer sua própria lousa|O Nosso Blog

Eu já estou bolando outras coisas mais para aproveitar a tinta, conforme for fazendo, vou contando pra vocês, ok? Por enquanto só digo que vale sim, muito a pena fazer a lousa, as crianças adoram! =)

Se tiverem alguma dúvida ou sugestão deixem aí nos comentários que respondo. E se animarem de fazer em casa, tirem uma foto e postem na nossa página do face ou nos marquem com #onossoblog

Beijo