Arquivos da categoria: Saúde

Caldo de galinha caseiro, prático, rápido e nutritivo

Faça um caldo de galinha caseiro, rápido, prático e nutritivo e nunca mais compre os industrializados!

Eu sempre fui muito viciada no gosto dos caldos industrializados, tenho uma super memória afetiva com eles pois me lembra a infância, quando meus pais cozinhavam e ainda usavam muitos industrializados em casa, paladar viciou né. Quando Francisco começou a comer eu fui atrás de uma opção saudável e achei muita coisa legal, cheguei nessa receita perfeita, que alia a nutrição que um caldo caseiro traz, com a praticidade que, realmente, preciso nessa vida. E, posso falar? O gosto é bem melhor que os industrializados, sinceramente não sinto falta nenhuma deles!

Se fizerem, mandem uma fotinha ou me marquem no instagram com a #onossoblog pra gente ver. =)

Caldo de galinha caseiro rápido, prático e nutritivo

Ingredientes:

  • 600gr de coxas de frango (pode-se usar qualquer parte do frango e até um frango inteiro, eu escolhi as coxas pois, apesar de não usar o frango Korin em casa – por motivos de $$ – eu gosto de usar ele pra fazer o caldo e a coxa é o corte mais barato, pago na faixa de R$ 6,00 a bandeja);
  • 1 cebola grande;
  • 4 dentes de alho;
  • 1 cenoura grande;
  • 1 tomate grande
  • 3 folhas de louro;
  • Um punhado de cheiro verde;
  • Um punhado de alho poró;
  •   Água o quanto baste (a quantidade vai depender do tamanho da sua panela, eu geralmente faço em panela de 5 a 6 litros).

Modo de fazer:

Cortar todos os ingredientes, menos o frango, em pedaços grandes e colocar para ferver com a água em uma panela, em fogo baixo. Deixar apurar por 2 a 3 horas.


Quando esfriar você pode finalizar de dois jeitos depois de tirar as coxas de frango e reserva-las:

  • Coar o caldo e dispensar o resto dos ingredientes;
  • Bater tudo no liquidificador (que é o jeito que faço e prefiro)

Armazenar congelando em embalagens próprias e do tamanho desejado (eu gosto de usar saquinhos de geladinho/sacolé/chupchup).

Usar o caldo onde desejar, para arroz ou feijão, molhos, sopas, polenta, risotos, omeletes etc.

Com as coxas eu fiz um molho de tomate com frango ensopado e comemos com macarrão, pensa numa coisa boa demais! =)

Como fazer uma bolsa térmica com ervas para as cólicas do bebê 

Quando o bebê sofre com cólicas, todo mundo sofre junto. Apesar de todos dizerem que é normal e só temos que esperar passar, existem algumas dicas práticas para minimizar a dor dos pequenos. Ensinaremos nesse nosso post de reestreia (\o/) uma bolsa térmica super fácil, barata e rápida!

bolsinha-termica-de-ervas-o-nosso-blog-2Francisco e Elis não foram bebês de muitas cólicas. Tanto que eu jurava que cólica era invenção etc etc. Mas né, como ser mãe é um eterno cuspir pra cima para cair na testa, me veio Raul. Rs… Desde o começo ele teve muitos gases, barriga estufada, a gente chegava a escutar o sonzinho deles dentro dele, tadinho. Daí que ganhei uma bolsa térmica de ervas de uma amiga querida e achei a oitava maravilha do mundo! Ele passava madrugada se contorcendo, eu esquentava a bolsinha, colocava na barriguinha dele e ia acalmando até dormir um bom tanto a mais.

Gostei tanto que fui atrás de como fazer uma, já que em um grupo de pós parto que participo as mães estavam com o mesmo problema que eu, mas não tinham acesso fácil as bolsas térmicas compradas. Deram a dica de fazer com uma meia e eu adaptei com as ervas que acredito que sejam mais efetivas contra as cólicas. Nós fizemos e testei tanto no Raul quanto nos meus momentos de cólica menstrual e fui um sucesso! Muito legal de se ter a mão para esses momentos. :)

Espero que gostem, façam e, mais do que tudo, sejam bem vindos a “nossa casa”. Assinem o canal no YouTube que vamos começar a postar muita coisa legal por lá também!

Continue lendo

O resgate da arte de carregar bebês no pano – Por quê praticar e por onde começar

Um dos assuntos que nos uniu – eu, Alice, Cassis, Lourdes e várias outras mulheres fantásticas que estavam se tornando mães – foi o mundo dos slings, ou carregadores de bebês. Nós não sabíamos, mas estávamos participando do resgate de uma prática muito antiga, mas esquecida pela nossa sociedade. Hoje, 5 anos depois, a prática do babywearing (algo como “vestir bebê”), como é chamada por alguns, está muito mais disseminada, sendo assunto de reportagens, quadro de noticiário e conhecida por muitas pessoas, apesar de ainda ser visto como algo “alternativo”. Mas o que está por trás de carregar seu bebê coladinho ao corpo e por que tantas mulheres e famílias vêm aderindo a esta ideia?

O resgate da arte de carregar bebês no pano | O Nosso Blog

Oficina ministrada por Carol Neves e Alice Ibelli – Ciranda Materna São Carlos – foto por Alice Ibelli Fotografia

Continue lendo

Receitas caseiras para diminuir os incomodos do inverno

Com os dias mais frescos se aproximando (teoricamente hehe), vêm também os incômodos como tosse seca, congestão nasal e sensibilidades respiratórias. Mesmo escapando das formas mais agressivas de gripes, como a temida H1N1, é muito comum que as crianças e nós soframos com os desconfortos advindos do tempo frio e seco do inverno. Para aliviar estes incômodos, é possível recorrer a algumas receitinhas simples e naturais, com ingredientes baratos e fáceis de encontrar. Reunimos aqui algumas destas receitas, testadas e aprovadas por nós e nossos pequenos ao longo destes anos.

1. Mel + Limão + Gengibre 

Clássicos no tratamento da tosse, principalmente aquela tosse seca que teima em aparecer durante o sono dos pequenos e deixar todo mundo acordado, este “xarope” é super prático e pode ser feito com antecedência e mantido na geladeira.

Para preparar, você vai precisar de:

– 1 limão fatiado beeeeeem fininho
– 1 pedaço de gengibre de aprox. 60 gramas, descascado e fatiado bem fininho também
– mel

Coloque o limão e o gengibre fatiados em um pote de vidro com tampa bem vedada e cubra tudo com mel. Para um xarope ainda mais potente, acrescente um dente de alho fatiado bem fininho também, mas aí vai ter o desafio de fazer a criança tomar hahaha. Só o gengibre e o limão normalmente dão conta. ;)

Como usar:

Como xarope: dar uma colherada pequena (eu uso uma colher de chá para a pequena e uma colher de sobremesa rasa para o maior) nos acessos de tosse seca.
Como chá: Dilua a mesma quantidade da mistura em meia xícara de água fervente e complete com água fria para amornar.

Precauções: Não dê mel para crianças menores de 1 ano, sendo bom evitar até os 2 anos, devido ao risco de contaminação por botulismo!

longpin 1 Continue lendo